Para trabalhar com design é preciso saber desenhar?



Participando de fóruns na internet sobre design, arte e quadrinhos, vez ou outra me deparo com pessoas com dúvidas ou dificuldades em relação à habilidade de desenhar na profissão de designer.

O termo “design”, para a maioria das pessoas, significa desenho, até mesmo quem trabalha ou estuda na área se confunde com o significado da palavra que, na verdade não é desenho. André Villas Boas em seu livro “O que é e o que nunca foi design gráfico” da Ed. 2AB, explica estes conceitos de modo bem claro.

“Design” é uma palavra da língua inglesa que não possui uma tradução exata em português (assim como a nossa palavra “saudade” em outras línguas). A palavra em inglês para desenho é “draw” que significa representar uma idéia graficamente marcando com uma ferramenta alguma superfície (carvão numa parede, lápis ou caneta sobre papel ou até mesmo a caneta eletrônica sobre uma mesa digitalizadora).

Então quem faz design faz desenho? Não necessariamente, mas se não souber fazer faz falta. Quando uma pessoa começa a fazer design, está desenvolvendo uma atividade projetual (problema/necessidade - pesquisa/análise - soluções/esboços - resultados/formas finais) que requer em determinada fase a transposição do que está no campo das idéias para o campo concreto e palpável.

Os softwares de desenho vetorial, manipulação de imagens e construção de objetos tridimensionais teoricamente dispensam a habilidade de saber desenhar à mão livre. Porém, a pessoa que possui uma prática de esboçar suas idéias num pedaço de papel tem muito mais fluidez na concepção do trabalho, mesmo que ela não vá direto ao papel e sim à tela. Parece contraditório mas não é. Quem tem prática de desenhar à mão livre passa por um processo criativo diferente de quem só usa a máquina para criar.

Mike Rohde's Sketch Kit (Open) por Mike Rohde.

 A experiência de fazer à mão livre desperta um gatilho na mente que só quem faz sabe a diferença. Quando passa da folha de papel em branco para a tela em branco do monitor seu repertório visual é maior, podendo explorar outras possibilidades nas ferramentas dos programas não se limitando às formas pré-determinadas.

Portanto saber desenhar não se torna uma premissa fundamental para trabalhar com design, mas quem sabe se expressar graficamente desenhando à mão livre leva uma certa vantagem em relação a quem só usa os softwares gráficos. Como disse um designer colega meu: “desenhar é o pulo do gato”.

2 comentários:

Rogério Marçal disse...

Bem legal o tópico sobre o assunto.

Realmente, desenhar não é algo que seja pré-requisito ou regra, ou imposição absolutamente fundamental e necessária para a prática do designer. Mas é muito interessante e rico quando o designer tem alguma base sobre desenho. Não que deva se aprofundar tanto, mas ao menos tentar soltar a mão um pouco no papel, antes de ir para o digital.

Falo meio que por experiência própria e por observar isso um pouco. Eu não sei desenhar, no sentido de fazer desenhos elaborados, proporções e estudos de corpo, volumes, luz, sombra, etc. Mas adoro rabiscar, mesmo que faça muita coisa abstrata (aí já é um pouco para distração), sempre que tenho algum projeto por fazer, tento buscar algumas referências para rabiscar algo no papel. Ajuda e muito a organizar as ideias e planejar, sentir melhor graficamente antes de partir para a execução. Claro que, como disse, não sei desenhar, algumas vezes fico frustrado, por não conseguir passar para o papel aquilo que estava imaginando, mas passar parte disso para o papel é um começo. E diga-se de passagem, se não saiu o desenho da cabeça pro papel, de primeira, quanto mais tentar, mais vai aprimorando e chagando a um resultado mais próximo.

Acho que é uma prática que ajuda e muito.

Estou aqui agora, com uma ideia na cabeça, fui querer rabiscar e percebi que deixei no trabalho as folhas do caderno que estou montando... rsrs.

Ah, meu blog não é mais esse da conta do Blogspot (como não tem outra opção para publicar). Meu blog é o http://devaneiosviscerais.wordpress.com

Valeu.

Mauril disse...

fiz o vestibular na uemg pra design grafico, mas conversando com uma funcionaria de lá, ela me explicou que não se ensina softwares no curso, isso eu tenho que buscar fora da faculdade, será que é assim mesmo?

Postar um comentário